Site Loader
Avenida Capitão Meleças, Nº 93 2615-099 Alverca

Antigamente as pessoas com cancro eram aconselhadas a reduzir os seus níveis de atividades física e a permanecer em repouso. Porém, a literatura científica mais recente tem demonstrado que a prática de atividade física não só é aconselhada, como prática regular de exercício pode afetar positivamente diversos fatores relacionados com o cancro, uma vez que o exercício físico é uma importante intervenção de suporte na gestão de problemas clínicos que resultam do cancro e do seu tratamento, melhorando a qualidade de vida destas pessoas.

São bastantes os efeitos do exercício nesta condição clinica:

Redução da inflamação: a inflamação crónica pode piorar o prognóstico de doentes com cancro;

Modulação hormonal: em particular da insulina e do cortisol, que podem influenciar o crescimento e a progressão do cancro;

 Fortalecimento imunológico: aumentando a actividade das células de defesa do organismo e auxiliando na resposta contra as células tumorais;

 Controlo do metabolismo: algumas alterações metabólicas estão relacionadas com o desenvolvimento de cancro;

 Melhoria da angiogénese: a formação de novos vasos sanguíneos é importante para a nutrição dos tecidos saudáveis e pode dificultar o crescimento tumoral;

 Redução da resistência à insulina: os níveis altos de insulina estão relacionados a um maior risco de desenvolvimento e progressão do cancro;

 Redução do risco de recorrência.

Post Author: vivafisiosaude